Advogado denuncia esquema de pirâmide que usava Amaury Jr. e Nego do Borel como garotos propaganda

O consultor e advogado Anselmo Melo Costa moveu ação contra a empresa Wishmoney que lesou centenas de pessoas em esquema de pirâmide e usava celebridades como garotos propaganda

Mudar de vida através de investimento em criptomoedas e ainda ganhar prêmios durante eventos luxuosos realizados nos melhores hotéis do país. Estas eram algumas das promessas da Wishmoney, que na verdade não passava de uma pirâmide fraudulenta, que seduzia interessados com promessas de lucros e ganhos mensais elevados, de 2,1% ao dia.

O consultor e Advogado luso-brasileiro, Dr. Anselmo Ferreira de Melo da Costa, tem denunciado o esquema de pirâmide da Wishmoney e vem atuando na defesa de várias pessoas lesadas pela empresa: “a Wishmoney e seus representantes, em especial a presidente da empresa, Sabrina Victor Queiroz, faziam eventos luxuosos, que tinham o objetivo de enganar as pessoas, induzindo-as pessoas a investirem suas economias em uma rede de negócios que tinha na verdade a intenção de extorquir pessoas de boa-fé.

Celebridades envolvidas

O Dr. Anselmo conta como a Wishmoney fazia para atrair vítimas para o golpe: “eles convidavam para os eventos diversas celebridades e usavam as mesmas em campanhas publicitárias, estampando cartazes com seus nomes e rostos. Um desses eventos de divulgação da empresa, que aconteceu no dia 17 de agosto de 2019 no Hotel Windsor no Rio de Janeiro, participaram como apresentador Amauri Jr. da rede de televisão Band, o cantor Nego do Borel, o ex jogador de futebol e apresentador de TV, Denilson Show, entre outros, que não tem nenhuma relação com o esquema fraudulento, mas foram contratados pela Wishmoney para supostamente dar veracidade ao negócio.

Como o esquema desmoronou

O advogado revela qual foi a tática dos estelionatários para levar embora os investimentos dos afiliados: “desde novembro de 2019 a plataforma online da empresa passou a dar erros no sistema de acessos. Depois disto nunca mais funcionou, caracterizando a fraude por parte desta empresa e seus representantes, que ficaram com o dinheiro e até então não deram se quer satisfação.”

Combate ao esquema de fraudes

Para combater este esquema fraudulento, o Dr. Anselmo F. Melo Costa ingressou com ações judiciais em diversos estados dos Brasil em nome de várias pessoas que foram lesadas e enganadas.

O que diz a Lei?

O advogado esclareceu também que tal pratica, esquema de pirâmide financeira, está tipificada no art. 2º, IX, da Lei nº 1.521/51 como crime: “Ainda, é importante esclarecer aqui quanto a propaganda enganosa veiculada, totalmente ao contrário da realidade do serviço prestado e, quanto ao tema o Art. 30 diz que toda informação ou publicidade, suficientemente precisa, veiculada por qualquer forma ou meio de comunicação com relação a produtos e serviços oferecidos ou apresentados, obriga o fornecedor que a fizer veicular ou dela se utilizar e integra o contrato que vier a ser celebrado”.

O Dr. Anselmo também cita o artigo 5 inciso X da Constituição Federal para tais casos: “São invioláveis a intimidade, a vida privada, a honra e a imagem das pessoas, assegurado o direito a indenização pelo dano material ou moral decorrente de sua violação”.

Fotos de: Reprodução  / MF Press Global 








Nenhum comentário

Quer fazer um comentário?

Tecnologia do Blogger.