Cultura, história e samba: uma combinação pra lá de perfeita!

Um domingo por mês, geralmente o terceiro, das 14h às 19h, o couro come na roda de samba Boteco do PH. Com um repertório que exalta o samba de raiz e preserva a cultura negra no Brasil, o evento acontece na Fazenda do Viegas, em Senador Camará, local que no passado tinha plantações de café e muito trabalho escravo.

Excepcionalmente este mês, a roda acontecerá no domingo dia 22, depois do feriado de São Sebastião. Será um samba de agradecimento ao padroeiro da cidade. “O samba não é só um ritmo é a identidade de uma nação, é uma música que combina com o povo, que anima qualquer festa e põe todo mundo para balançar o quadril. Além, é claro, de homenagear os nossos ancestrais”, explica Paulo Henrique Mocidade, o PH, idealizador do Boteco.


Quem for ao samba poderá viver uma experiência cultural enriquecedora. Além de muito batuque com influências afro, o convidado irá adentrar os portões da fazenda e reviver a história do negro escravizado. Tudo ainda está lá: a casa grande, a senzala, a capela, os fornos e o pelourinho, local de castigo, onde os negros eram amarrados. “Com o nosso samba mensal, não estamos exaltado o que ali foi praticado no passado e sim contribuindo também para o acesso ao conhecimento sobre tudo que o negro tolerou”, afirma PH.

Serviço:

Local - Fazenda do Viegas, em Senador Camará

Horário- 16h

Dia – 22/01/2017

Entrada Franca

Nenhum comentário

Quer fazer um comentário?

Tecnologia do Blogger.