quinta-feira, 9 de junho de 2016

Alex Marcelino, Ricardo Cravo Albin,
Marcos Falcon e Danielle Nascimento
Crédito: Raphael Azevedo / Divulgação
A Portela foi homenageada, na tarde desta quarta-feira, na Academia Brasileira de Letras, no Centro do Rio, durante show da cantora Teresa Cristina. Na ocasião, o casal de mestre-sala e porta-bandeira da escola, Alex Marcelino e Danielle Nascimento, subiu ao palco do teatro da instituição fundada por Machado de Assis e encerrou o evento em grande estilo com seu bailado.

Produzido e apresentado pelo jornalista e pesquisador musical Ricardo Cravo Albin, o show 'A Nobreza do Samba - 100 Anos de Conquistas', que fez parte da série 'MPB na ABL', resgatou pérolas como 'Quantas Lágrimas' (Manaceia), 'Minha Vontade' (Chatim), 'O Mar Serenou' (Candeia), 'Recado' (Paulinho da Viola) e outras composições de autores portelenses.

Entre uma canção e outra, Teresa Cristina, que também brindou o público com joias de Cartola (tema de sua atual e aclamada turnê), falou de sua ligação com a Portela e destacou a importância de nomes como Candeia, Paulinho da Viola e Monarco. A cantora também comentou o atual momento da escola de Oswaldo Cruz e Madureira.

"De uns anos pra cá a Portela voltou a desfilar para brigar pelo título. Antes, a gente desfilava preocupada somente se tudo daria certo. Agora, não. A partir da
gestão Procópio (Serginho), Falcon (Marcos) e Monarco, o portelense voltou a ter orgulho da sua escola. Para quem não vive o Carnaval, pode ser pouca coisa, mas para o portelense isso é muita coisa. Olhar para o lado e ver a pessoa desfilando feliz e com orgulho é muito bom. Eu não me preocupo com a apuração, porque o desfile, para mim, é uma coisa e a apuração é outra", analisou a artista, que ainda destacou algumas das ações realizadas pela diretoria, como o projeto 'Portela dá Trabalho', o 'Cine Samba Candeia' e as rodas de samba acústicas.

Veterano entusiasta dos desfiles das escolas de samba, Ricardo Cravo Albin também ressaltou a boa fase da Portela e disse que aposta no título da agremiação no Carnaval 2017. "Podem esperar um grande espetáculo na Avenida", afirmou o jornalista.

Ao fim do show, Teresa Cristina, que foi acompanhada pelo músico Carlinhos Sete Cortas, convidou Alex Marcelino e Danielle Nascimento para uma pequena apresentação. A canção escolhida para o encerramento foi 'Portela na Avenida', eternizada na voz de Clara Nunes. "Nunca tinha entrado na Academia Brasileira de Letras. Que lugar lindo! Foi uma emoção muito grande", revelou Alex Marcelino.

O presidente da Portela, Marcos Falcon, acompanhou a homenagem e subiu ao palco para receber os cumprimentos de Teresa e de Ricardo Cravo Albin. Membro da ABL, o renomado escritor e filólogo Evanildo Bechara também prestigiou o
evento e beijou o pavilhão portelense.

No dia 18 de junho (sábado), Teresa Cristina vai se apresentar na quadra da Portela, às 21h, no show 'A Noite Veste Azul', que fará uma homenagem aos 115 anos de Paulo da Portela. O evento contará com as participações da Velha Guarda da Portela, do cantor Tuco Pelegrino e da bateria Tabajara do Samba.



Venda de ingressos pelo link:

0 comentários:

Postar um comentário

Faça aqui o seu comentário.

Fale direto com a gente

Fale direto com a gente
Só clicar acima e você entrará direto no nosso whatsapp, seja bem-vindo.

Parceria TV G RIO

Parceria TV G RIO
O Mundo Online te vê aqui

Veja mais sobre o CARNAVAL

Veja mais sobre o CARNAVAL
Clique e venha descobrir esse mundo de sonhos numa coleção pra lá de especial.

G+ tambem estamos lá !

Reconhecimento e Engajamento - Será que existe ?

Samba Oficial Acad. Engenho da Rainha 2018

Por onde começo?

Já curtiu ?

Postagens Populares

Twitter