Centro de Teatro do Oprimido comemora 30 anos com o evento - Uma história de Arte, Política e Resistência

Na noite de 16 de março, quarta-feira, das 19h às 22h, em sua sede, na Av. Mem de Sá 31, Lapa, Rio de Janeiro, a equipe do Centro de Teatro do Oprimido - CTO vai receber amigos, parceiros, colaboradores, alguns dos curingas da primeira formação do CTO, todas as pessoas que ao longo desses 30 anos contribuiram de alguma forma para a trajetória de arte, política e resistência do CTO.

A programação consta de perfomances artísticas e musicais, abertura da exposição permanente CTO 30 ANOS - Uma história de Arte, Política e Resistência, exibição de dois dos mais recentes filmes produzidos pelo CTO, lançamento da oitava edição da Revista Metaxis, publicação do CTO dedicada ao Projeto Teatro do Oprimido na Maré e aos seus 30 anos, lançamento do livro Raízes & Asas, da curinga internacional Bárbara Santos, além do lançamento do novo projeto CTO Reflete, com debates mensais a partir de um tema de relevância para a história do Centro de Teatro do Oprimido.

* No dia 16 de março, além do aniversário de Augusto Boal comemora-se também o Dia Mundial do Teatro do Oprimido.

Um pouco da história

Em 1986, a convite de Darcy Ribeiro, então vice-governador do Rio de Janeiro, secretário estadual de Ciência e Cultura e coordenador do Programa Especial de Educação, cuja principal meta era a implantação dos Centros Integrados de Educação Pública - CIEPS, Augusto Boal retorna definitivamente ao Brasil para criar e desenvolver a Fábrica de Teatro Popular, com a participação de jovens animadores culturais. Dessa iniciativa, ainda em 1986, 15 anos após a criação da metodologia do Teatro do Oprimido, surgiu o Centro de Teatro do Oprimido.


Nesses anos o Centro de Teatro do Oprimido - CTO promoveu a difusão do Teatro do Oprimido - TO. Ao lado de Augusto Boal, o CTO aperfeiçoou a metodologia do TO, criou o Teatro Legislativo e estabeleceu a Estética do Oprimido. Em projetos como: Teatro do Oprimido nas Escolas, Teatro do Oprimido nas Prisões, Fábrica de Teatro Popular Nordeste, Teatro do Oprimido de Ponto a Ponto, Teatro do Oprimido na Saúde Mental, Teatro das Oprimidas, Teatro do Oprimido na Maré, o CTO criou grupos e formou multiplicadores da metodologia do TO em todo o território nacional. Indo além das fronteiras brasileiras, ministrou treinamentos, palestras, debates, organizou seminários, apresentou cenas e espetáculos na América Latina, África, Europa, Ásia. Hoje, há centenas de grupos e multiplicadores do TO, Brasil adentro e mundo afora.

Serviço

CTO 30 ANOS - Uma história de Arte, Política e Resistência
Data: 16 de março, das 19h às 22h
Local: Centro de Teatro do Oprimido. Av. Mem de Sá, 31, Lapa, Rio de Janeiro
Telefones: (21) 2232-5826 e 2215-0503
ENTRADA FRANCA
Sujeito a lotação do espaço: 300 pessoas

Nenhum comentário

Quer fazer um comentário?

Tecnologia do Blogger.