segunda-feira, 8 de fevereiro de 2016

Em meio a tantas crises enfrentadas pela Mocidade nos últimos anos, a comunidade da verde e branca de Padre Miguel não fez um bom desfile, principalmente no quesito Harmonia. 
Muitos problemas, buracos foram abertos entre as alas, provocando inclusive desentendimentos entre os componentes da harmonia, que iam caminhando na parte de trás da escola e discutindo.

O desfile não correspondeu ao que se esperava, muito longe dos grandiosos desfiles de uma super campeã, pois chamamos à lembrança dos áureos tempo de Mocidade, quando ela surgia na cabeceira da pista e as arquibancadas "iam abaixo". O povo já gritava - é campeã! desde o início do desfile.

Desenvolvendo o enredo O Brasil de La Mancha: Sou Miguel, Padre Miguel, sou Cervantes, sou Quixote cavaleiro, Pixote Brasileiro, a querida Estrela Guia emocionou sim em alguns momentos. A batida das caixas , inconfundível, sempre nos remete aos pontos fortes da bateria "Não Existe Mais Quente"; a Comissão de Frente com um grandioso abre alas de Dom Quixote, famoso personagem da literatura de Miguel de Cervantes também agradou.

Vamos então, aguardar as notas, mas torcendo para que a querida Mocidade volte a brilhar como antes, volte a brilhar como o refrão de seu samba que mexe com o coração de quem é verde e branco,bravamente cantado pelo intérprete Bruno Ribas.

"Eu hei de cantar por toda vida, minha Mocidade minha escola querida,
nessa disputa verás que um filho teu não foge à luta não."

Texto e Fotos: Lia Amorelli





































0 comentários:

Postar um comentário

Faça aqui o seu comentário.

Fale direto com a gente

Fale direto com a gente
Só clicar acima e você entrará direto no nosso whatsapp, seja bem-vindo.

Parceria TV G RIO

Parceria TV G RIO
O Mundo Online te vê aqui

Veja mais sobre o CARNAVAL

Veja mais sobre o CARNAVAL
Clique e venha descobrir esse mundo de sonhos numa coleção pra lá de especial.

G+ tambem estamos lá !

Já curtiu ?

Paraíso do Tuiuti - Passistas

Postagens Populares

Twitter