quinta-feira, 6 de agosto de 2015

Em 2016, o G.R.E.S. Arranco do Engenho de Dentro volta às suas origens, mostrando um pouco da história do bairro no qual a agremiação foi fundada como bloco. O amor da escola de samba pelo bairro é tão grande que ela o traz no próprio nome, marcando o território ao qual representa com muito orgulho: ela é do ENGENHO DE DENTRO!

O Professor, Historiador, Pesquisador e Carnavalesco Julio Cesar Farias, com intuito de melhor apresentar o enredo a comunidade, fez um lindo passeio por todo o bairro, fazendo registros fotográficos e também escreveu um magnífico texto elucidativo sobre todo o enredo e sua sinopse, confira na íntegra.

"DE AMORES PELO ENGENHO DE DENTRO

O subúrbio carioca é composto por diversos bairros afastados do frenético Centro da cidade e da badalada Zona Sul. Muitos deles esquecidos pelas autoridades, uns mais que outros, porém todos com sua parcela de importância na história da Cidade Maravilhosa.

Localizado na região do Grande Méier, o Engenho de Dentro é um bairro tranquilo, bipartido pela via férrea e pela estação de trem homônima. De um lado, o recente estádio Olímpico João Havelange, conhecido como Engenhão, herança do Pan 2007, construção moderna monumental e quartel-general dos botafoguenses; do outro, as principais ruas de comércio, cultura e lazer dos moradores. É deste lado que um arrojado e imprescindível projeto surge para resgatar e recontar, em forma de ações sociais e arte, a história, as particularidades e os costumes desse antigo bairro: o enredo “Pelo Engenho de Dentro, de amores eu me Arranco!”, do G. R. E. S. Arranco para o carnaval 2016.

Será a primeira vez que o bairro e seus habitantes serão exaltados num desfile de escola de samba. Esse fato tem revelado o orgulho de quem vive na localidade, afinal, o bairro só é lembrado mesmo quando há jogo de futebol no estádio ali abrigado. Sua existência é lembrada pelas partidas clássicas que ocorrem lá, mas logo volta a ser esquecido, ao término das pelejas entre os clubes.

O que muita gente não sabe sobre o Engenho de Dentro é que ele guarda muita história em suas terras e construções. A começar pela origem do seu nome, oriundo de um engenho de açúcar, uma das primeiras atividades econômicas dos tempos coloniais, construído nas imediações da Serra dos Pretos Forros. Depois, pela imponente estação de trem, uma das mais antigas que integram a Estrada de Ferro Pedro II, implantada naqueles tempos pelo imperador. Ali também funcionavam as oficinas de manutenção de trens e, por isso, no bairro está localizado o Museu do Trem.

Outro feito do monarca foi transferir o hospital dos alienados da Urca para a localidade. Ainda em plena atividade, o Hospital Psiquiátrico Pedro II ou Nise da Silveira abriga o Museu do Inconsciente, fundado pela célebre médica que, com suas oficinas terapêuticas, transformou a loucura em obras de arte admiradas mundialmente.

Nossa Senhora da Conceição tornou-se a padroeira dos bairros do Grande Méier, devido a uma capela construída pelos jesuítas destinada à santa e à localidade próxima no passado chamada Freguesia de Nossa Senhora da Conceição do Engenho Novo. Por esses motivos, o Engenho de Dentro possui igrejas referenciando a Virgem Santíssima.

Nos tempos de modernização, a diversificada área comercial do bairro abriga importantes instituições de tradição, como o primeiro SESC, que atende aos comerciários e oferece atividades culturais e de bem-estar à população local; o primeiro bar e restaurante da rede Manoel & Juaquim e uma enorme unidade do supermercado Guanabara. Pelo bairro, pode-se acessar a via expressa Linha Amarela para ir à Barra da Tijuca. Por falar em modernização, o bairro passa por uma grande reestruturação urbanística objetivando melhorar o entorno e a acessibilidade ao Engenhão para o público assistir a algumas modalidades dos próximos Jogos Olímpicos.

Na parte das tradições culturais, além da manutenção do ritual da Malhação de Judas, o bairro tem uma forte ligação com o samba e o Carnaval. Por aquelas ruas ocorreram muitos fatos relevantes sobre a folia carioca, dos quais se destacam o agora pacificado Bloco Chave de Ouro, que fechava o carnaval na Quarta-feira de Cinzas debaixo de pancadaria da polícia militar. Outra manifestação carnavalesca singular que desfila pelas ruas do Engenho de Dentro é o bloco Loucura Suburbana, composto por pacientes, médicos e enfermeiros do citado Hospital Psiquiátrico. Sem falar, é claro, no bloco de sujos Arranco, fundando em 1948 e que virou a atual escola de samba em 1973.

Essa formidável “bairrografia” do Engenho de Dentro está sendo transformada em fantasias e elementos alegóricos para ser apresentada na Intendente Magalhães na terça-feira de carnaval. Será o Engenho de Dentro visto de fora após uma incursão em sua interessante história.”

por Julio Cesar Farias

A escola do bairro do Engenho de Dentro desfila pelo Grupo B do Carnaval Carioca e levará para avenida o enredo: “PELO ENGENHO DE DENTRO, DE AMORES EU ME ARRANCO !”, do carnavalesco Julio Cesar Farias.

A Escola, seguindo seu planejamento para o carnaval 2016, receberá os sambas que vão concorrer ao hino oficial no próximo dia 11.

Os compositores poderão entregar as obras no horário de 19h às 22h, na quadra, rua da Adolfo ​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​, 196 – Engenho de Dentro.

No domingo, dia 16, será realizada mais uma edição da feijoada mensal, onde, além de grandes atrações, o público poderá conhecer todas as obras concorrentes a hino do Arranco para o Carnaval 2016.

A quadra fica situada à rua da Adolfo Bergamini, 196 – Engenho de Dentro.

0 comentários:

Postar um comentário

Faça aqui o seu comentário.

Fale direto com a gente

Fale direto com a gente
Só clicar acima e você entrará direto no nosso whatsapp, seja bem-vindo.

Parceria TV G RIO

Parceria TV G RIO
O Mundo Online te vê aqui

Veja mais sobre o CARNAVAL

Veja mais sobre o CARNAVAL
Clique e venha descobrir esse mundo de sonhos numa coleção pra lá de especial.

G+ tambem estamos lá !

Já curtiu ?

Paraíso do Tuiuti - Passistas

Postagens Populares

Twitter