segunda-feira, 6 de abril de 2015

Coreógrafo Alexandre Henrique
Desfile de 2015 do Gres Rosa de Ouro **
Foto: Rodrigo Borges **
**Por Yngrid Lopes**

Saudar o público, apresentar a escola de samba, combinar criatividade e sintonia em frente aos jurados com coregrafias arrebatadoras e, ainda, carregar uma indumentária para ninguém botar defeito. Essas são as funções de uma comissão de frente digna de um bom desfile.  Entretanto, dependendo do enredo, apresentar todos esses quesitos sem a utilização de tripé, exige bastante esforço e concentração. E é isso que os heróis do grupo de acesso tem feito desde 2014, ano em que passou a vigorar a não utilização de tripés pelas escolas da série A.

A norma ditada pela Liga das Escolas de Samba do Rio de Janeiro (LIERJ) representa uma faca de dois gumes. Sem o tripé, o pavilhão ganha destaque e a comissão de frente se vale única e exclusivamente pela qualidade das coreografias. Em contrapartida, os integrantes tem que aguentar uma maratona de 55 minutos sem deixar a peteca cair. Há quem seja a favor da Liga Independente das Escolas de Samba (LIESA) implementar tal medida no grupo especial, pois, explora mais a irreverência e criatividade na passarela da Sapucaí.

Acho fantástico a proibição do tripé pela LIERJ e acredito que a LIESA também deveria aderir. Isso deixa a escola mais limpa e o coreógrafo tem que usar mais a criatividade para compor o trabalho, tem que trabalhar mais a dança. Pra mim, o tripé virou um carro alegórico, descaracteriza a essência de uma comissão de frente que é apresentar e representar a escola”, explica Alexandre Henrique , popularmente conhecido como Alexandre do Arranco, um coreógrafo que todos os anos encara o incrível desafio de treinar pessoas que não são bailarinos profissionais para fazer um trabalho brilhante na comissão de frente.

Diante dessa realidade,  as escolas do acesso contam com o comprometimento e o empenho dos integrantes de suas comissões de frente. São inúmeros ensaios que demandam muito esforço físico rumo ao grande dia.“No grupo A o trabalho físico é grande. São 4 meses de esforço, são pessoas que não são bailarinos profissionais mais tem amor ao carnaval. Usamos mais a criatividade do coreógrafo,” afirma Alexandre.

Para o profissional, quando uma escola da série A ascende ao grupo especial, a concorrência acaba se tornando desleal.Uma escola que subiu para o especial agora, não tem a mesma potência de valor aquisitivo de uma que já está lá há algum tempo. Então fica muito fácil pegar um tripé monstruoso colocar 40 pessoas, onde há um revezamento, cada hora se apresenta um, logo não há um desgaste físico muito grande. A diferença de que sobe, é que não terá a mesma oportunidade de utilizar um tripé monstruoso pra colocar esse contingente de pessoas”, explica.  

Ainda assim, o tripé não é garantia de uma nota 10 no quesito comissão de frente. O próprio Alexandre já teve a feliz experiência de conquistar a nota máxima sem precisar desse recurso. “Tivemos um 10 com a Vizinha Faladeira, não tínhamos tripé, mostramos apenas a criatividade. Mas nessa época o carnaval era diferente, as pessoas eram movidas única e exclusivamente pelo amor. Hoje vejo muita gente que não veste mais a camisa do samba, o que vale é a grana. O carnaval não é mais como antigamente, mas é um trabalho gostoso, vicia, a cada ano queremos mais”, pontua.

0 comentários:

Postar um comentário

Faça aqui o seu comentário.

Siga-nos por Email

Cidade e Entretenimento

Cidade e Entretenimento
Cidade - Eventos - Shows - Gastronomia - Turismo - Utilidade Pública

Arte e Cultura

Arte e Cultura
Teatro - Dança - Artes Plásticas - Literatura

Espaço VIP

Espaço VIP
Famosos - Artistas - Perfil - Biografia - Portfolio

Moda - Beleza - Estética

Moda - Beleza - Estética

Parceria TV G RIO

Parceria TV G RIO
O Mundo Online te vê aqui

Revista MIXTURA TOTAL

Revista MIXTURA TOTAL
Edição 001 da revista eletrônica

Veja mais sobre o CARNAVAL

Veja mais sobre o CARNAVAL
Clique e venha descobrir esse mundo de sonhos numa coleção pra lá de especial.

Samba na Intendente

Samba na Intendente
Parceiro do RITMO CARIOCA

G+ tambem estamos lá !

Já curtiu ?

Acadêmicos do Salgueiro em 19-08-2017

Paraíso do Tuiuti - Passistas

Renascer de Jacarepaguá 2018



Samba Oficial Carnaval 2018

Sambas concorrentes Estácio de Sá 2018

RÁDIO MIXTURA TOTAL

RÁDIO MIXTURA TOTAL
A RÁDIO QUE BOMBA GERAL !

GALERIA DE FOTOS

GALERIA DE FOTOS
Veja aqui tudo que acontece no mundo do Carnaval, coberturas nas quadras, eventos, ensaios técnicos e desfiles. Clique na foto para acessar.

Curso de Design de Carnaval

Novo curso de Pós-Graduação em Design em Carnaval está com inscrições abertas

O Curso de Pós-Graduação em Design em Carnaval é o primeiro no Brasil e está com inscrições abertas. Com duração de dois anos, as aulas se...

Postagens Populares

Twitter