Depois de lutar por melhorias Lins Imperial pode perder sua quadra

Nesta terça-feira,a SRES Lins Imperial se deparou com uma surpresa, que não era esperada pelos membros da agremiação.

Ocupando o terreno doado para a escola, pelo ex-prefeito Cesar Maia, conforme publicação no Diário Oficial de 06 de agosto de 2001, a verde e rosa corre o risco de perder sua quadra. O ex-dono pediu a reintegração de posse.

Surpreendidos pela presença do oficial de justiça, a diretoria da agremiação está tomando as providências necessárias para que a Lins Imperial permaneça no local, afinal, além da doação ter sido efetuada oficialmente, a escola está conseguindo realizar depois de muitas dificuldades, as melhorias necessárias para seu pleno funcionamento, como por exemplo a cobertura da quadra que já era pleiteada há muito tempo.

“- Nossa escola está retomando a força no carnaval e no mundo do samba. Desde 2001 estamos ocupando esse terreno, conforme nos foi doado oficialmente e lutando para que nossa escola volte a brilhar. Temos planos e projetos em mente, inclusive projetos sociais para a comunidade, outros que vamos procurar enquadrar nas leis de incentivo. Estamos conseguindo trazer a comunidade de volta. temos recebido várias coirmãs. Não temos luxo, mas temos a força e a garra de nossa comunidade e uma administração comprometida com os resultados, lutamos com dificuldades, inclusive como um meio de trazer para a comunidade a esperança de tirar as crianças da marginalidade com atividades diversas. E agora, que conseguimos dar grandes passos temos essa surpresa. Não é justo com a agremiação nem com a comunidade.
A Lins Imperial é uma escola tradicional, com 51 anos de idade, que tem como madrinha uma das mais antigas e tradicionais escolas do carnaval, a Estação Primeira de Mangueira.
Estamos com o carnaval batendo na porta. Com o nosso trabalho sendo executado para que tudo corra bem e , recebemos essa notícia faltando poucos dias para o fim do ano.
Mas vamos tomar as providências para resolver essa situação e contamos com o apoio dos amigos, do mundo do samba, das coirmãs e de todos que admiram nossa escola. Vamos dar a volta por cima, afinal somos Lins Imperial !”, disse o vice-presidente Jorge Torresmo.

A Lins Imperial está reunida com seu departamento jurídico para ver quais serão as orientações e providências a serem tomadas.

Nenhum comentário

Quer fazer um comentário?

Tecnologia do Blogger.