Temporada Prorrogada_Nívea Stelmann e Maurício Machado em 'Batalha de Arroz num Ringue para Dois'

Depois do grande sucesso em São Paulo, a temporada foi prorrogada no Rio, no Teatro Vannucci, um dos maiores sucesso deMauro Rasi, “Batalha de Arroz num Ringue para Dois”. A nova montagem, com Nívea Stelmann e Maurício Machado, presta uma homenagem aos 10 anos de falecimento do autor e aos 10 anos da última montagem que estreou no mesmo teatro. A peça conta a história de Nélio e Ângela, um casal que passa por diversas situações e momentos da vida, denominadas pelo autor como ‘bodas’. O texto retrata a trajetória de um casal atípico de uma forma bem-humorada, deixando claras as transformações vividas por cada um e as diversas fases do casamento.

Na primeira parte do espetáculo, o público acompanha o casamento dos personagens e na sequência as aventuras desse divertido casal nessas quatro bodas que se sucedem:
Bodas do Ciúme - mostra o início do amor, com crises de ciúmes infantis. Quando Nélio, ciumento patológico, não desgruda dela. O homem tem tanto ciúme de Ângela, que acaba inviabilizando a vida da mulher.
Bodas da Egolatria - Nélio é um marido pateticamente alucinado, preocupado com o mundo. Não vê mais a mulher, lê jornal e relembra os escândalos políticos do país, ignorando e sem escutar Ângela.
Bodas da Supressão - apresenta a mulher insegura e atrapalhada, uma marionete que vai se quebrando em cena. Uma contradição entre o homem que vê defeito em tudo o que a mulher faz ou tenta fazer, mas sempre da forma mais educada e carinhosa.
Bodas da Paixão - Ângela desesperada tenta salvar o casamento. Ouve falar que as gueixas são as melhores esposas do mundo. Ao chegar em casa, Nélio se depara com uma nova mulher, totalmente mudada: oriental e submissa.

Mauro Rasi (1949 – 04 de abril de 2003) abordou o tema despretensiosamente e fez com que seu texto, escrito em 1983, no auge da corrente denominada teatro-besteirol, se tornasse um clássico da comédia nacional e peça emblemática do gênero. Os casamentos sempre inspiraram muitas piadas. A comédia “Batalha de Arroz num Ringue para Dois” é um exemplo original de que o assunto ainda dá muito pano para manga.

Além da peça, Nívea se arrisca em outra área, a de escritora. A atriz acaba de lançar, em parceria com Lua Veiga o livro “Dedo Podre”, inspirado em fatos reais das autoras, abordando em cada capítulo uma história diferente de amor. Humor sem pretensão sobre fantasmas dos fins de relacionamentos que tanto assombram a mulher contemporânea. Uma troca de experiências e desabafos, colocadas de uma forma simples e de fácil identificação dos leitores, sem exaltar o sofrimento dos términos e suas causas, mas enaltecendo o amor próprio, o desapego e as infinitas possibilidades que a vida nos oferece de começar tudo de novo e (quem sabe) ser feliz.

SOBRE O ESPETÁCULO

O espetáculo teve duas únicas montagens de muito sucesso, todas elas sempre com Miguel Falabella atuando, em 1984 ao lado de Bia Nunes e em 2004, com Claudia Gimenez e depois Claudia Raia. Em 2013, Miguel Falabella continua presente e é o padrinho da montagem, onde faz participação especial numa locução em OFF como importante personagem no texto: o Padre que celebra o casamento desse enlouquecido casal. Heloísa Périssé também empresta sua voz para a participação como uma vizinha faladeira.

Com equipe inteiramente carioca, a peça teve sua estreia em São Paulo, e na cidade marcou a estreia de Nívea Stelmann nos palcos paulistas. A montagem comemora ainda os 25 anos de carreira de Maurício Machado, que tem longa experiência no teatro e o desafio de viver o personagem que foi escrito para Miguel e só representado por ele. A direção de Jacqueline Laurence tem resultado igualmente hilário, pois amplifica a realidade de alguns, ou a maioria, dos casamentos seguindo os apontamentos do autor. Segundo Miguel Falabella, "O Mauro (Rasi) tinha isso, ele pegava uma lente de aumento que distorcia, mas ao mesmo tempo deixava tudo crível". A montagem marca também o fato de ser a primeira obra de Mauro Rasi a ser realizada após o falecimento do autor em 2003, que até então tinham seus pedidos de montagem negados por seus herdeiros.

“Estou muito feliz e realizada com esse projeto. Fazer uma peça do Mauro Rasi, ter nomes como Jacqueline Laurence, Miguel Falabella e Heloisa Perissé envolvidos, pessoas que amo e admiro. Além de dividir o palco com um grande amigo. Extremamente feliz!”, afirma a atriz Nívea Stelmann.
Portanto, “Batalha de Arroz num Ringue para Dois” é uma bela ocasião para se homenagear os dez anos do falecimento de Mauro Rasi, um genuíno dramaturgo autor de enormes sucessos do teatro como: ‘Pérola’, ‘Doce Deleite’, ‘A Estrela do Lar’, ‘A Cerimônia do Adeus’, ‘A Bofetada’, ‘A Dama do Cerrado’, ‘Baile de Máscaras’, ‘5 X Comédia’, ‘As Tias do Mauro Rasi’ entre muitas outras.

SERVIÇO

Temporada: de 05 de abril a 30 de junho

Local: Teatro Vannucci – Shopping da Gávea (Rua Marquês de São Vicente, 52/3º piso)

Telefone: 2274-7246 / 2239-8545 / 2239-8595

Sessões: Quintas; Sextas e Sábados, às 21h30, e Domingos, às 20h30.

Ingressos: Quintas e Sextas - R$ 70,00 / Sábados e Domingos - R$ 80,00 (Somente em dinheiro)

Bilheteria: segunda a quinta e domingo, das 14h às 22h, sexta e sábado das 14 às 00h

*Com o canhoto de ‘Batalha de Arroz num Ringue para Dois’, 50% de desconto para até 2 pessoas nos espetáculos: ‘Mulheres Alteradas’ e ‘100 Dicas para Arranjar Namorado’

Gênero: Comédia

Duração: 70 minutos

Capacidade: 425 lugares

Classificação etária: 12 anos

Acessibilidade: O Teatro tem acesso para deficientes e lugares e assentos para portadores de necessidades especiais.

Vendas pela Internet: www.ingresso.com

Contatos para grupos: PABX - (11) 3885-5056 / info@manhasemanias.com.br

FICHA TÉCNICA

Texto: Mauro Rasi

Direção: Jacqueline Laurence

Elenco: Nívea Stelmann & Maurício Machado

Participação especial em off: Miguel Falabella e Heloísa Perissé

Trilha Musical: Alexandre Elias

Cenário, Figurinos: Ney Madeira, Dani Vidal e Pati Faedo

Adereços: Danielle Oliveira

Iluminação: Aurélio de Simoni

Direção de Movimento: Sueli Guerra

Fotos de Lançamento: Guga Melgar

Fotos de Cena: Gisela Schlögel

Assistente de Direção: Ana Jansen

Programação Visual: Diogo Duarte

Produção de Ensaios: Marcelo Vieira
Assessoria de Imprensa/RJ: Daniella Cavalcanti

Assessoria de Imprensa/SP: Morente Forte

Gerente de Projetos: Ana Nero

Produção Executiva: Fabrizio Bezerra e Raquel Rivera

Assistente de Produção Executiva: Rafael Francischini

Direção de produção: Eduardo Figueiredo

Realização & Produção: manhas & manias de eventos (www.manhasemanias.com.br)

Patrocínio: Banco Mercedes-Benz e Unimed Seguros

CURRÍCULOS

Mauro Rasi – escritor e dramaturgo brasileiro

Embora formado em música pelo Conservatório Musical Pio XII em Bauru, desde os 13 anos se dedicou ao teatro. Com esta idade, escreveu e dirigiu uma peça para um concurso, "Duelo do Caos Morto". Antônio Abujamra assistiu a este trabalho de estreia e incentivou Rasi a continuar escrevendo para teatro. Morou no Rio de Janeiro por mais de vinte anos. Embora tenha saído de Bauru há décadas, costumava dizer que Bauru não saía dele. Rasi garantia que a referência de sua obra era sempre a terra natal, as tias que o criaram e o pai, um teatrólogo amador. Ganhou fama no final dos anos 80 ao escrever peças estreladas, em sua maioria, pela atriz Marieta Severo, como "A Estrela do Lar". Outras obras teatrais de sua autoria incluem "Dr. Alvarenga" e "A Dama do Cerrado". Nos anos 90, começou a se destacar também como cronista. Nos últimos anos de sua vida fazia parte do jornal O Globo. Após sua morte em 2003, uma coletânea com algumas de suas melhores crônicas foi publicada pela Ediouro: "Eu, Minhas Tias, Meus Gatos e Meu Cachorro" com prefácio de Miguel Falabella. Além das crônicas, Rasi teve um quadro no programa "Fantástico”, da Rede Globo, chamado "A Hora do Alçapão". A principal marca de Rasi era falar, com humor cáustico, da sociedade brasileira.

Seu último trabalho encenado foi "Batalha de Arroz num Ringue para Dois", com Cláudia Jimenez e Miguel Falabella, foi um sucesso! Que se repetiu na nova montagem com Nívea Stelmann e Maurício Machado.

Jacqueline Laurence – diretora

Francesa, naturalizada brasileira, iniciou sua carreira em O Tablado, com Maria Clara Machado. É uma das artistas mais expressivas do panorama artístico brasileiro da atualidade, quer seja como atriz ou diretora. Teve sua estreia nos palcos em 1958, em ‘O Jubileu’ de Anton Tchekhov. De lá para cá, atuou em dezenas de espetáculos, tais como: “Ação entre Amigos”, “No Coração do Brasil”, “As Eruditas”, “A Escola do Escândalo”, “O Marido vai à caça”, “As Criadas”, “Tupã, a Vingança”, sendo nestes três últimos agraciada com os Prêmios Mambembe e Molière. Na TV sua estreia aconteceu em 1972, com “Uma Rosa com Amor”. A partir daí foram 31 novelas, quase todas elas na Rede Globo de Televisão. Tais como: “Dancin’ Days”, “Água Viva”, “Cambalacho”, “Bambolê”, “Top Model”, “O Dono do Mundo”, ”Salsa e Merengue”, ”Senhora do Destino”, “Malhação”, “Cobras e Lagartos”, “Desejo Proibido”, “Aquele Beijo” e os humorísticos, “Sai de Baixo” e “Toma Lá, Dá Cá”. No cinema participou de 13 longas-metragens, entre os quais: “Menino do Rio”, “Natal da Portela”, “Sonho de Verão” e “Polaróides Urbanas”. No Teatro, Jacqueline dirigiu importantes espetáculos durante sua carreira, como: “As Sereias da Zona Sul”, “Louro, Alto, Solteiro, Procura” entre muitos outros. Foi grande amiga do autor Mauro Rasi.

Nívea Stelmann – atriz

Entre os diversos trabalhos de sucesso na TV, dentre as quase 15 novelas, podemos citar: “Cara & Coroa”, “Era uma Vez”, “Malhação”, “A Indomada”, de Aguinaldo Silva papel que a popularizou no país. Depois, Nívea participou das novelas “Era Uma Vez...”, “Suave Veneno”, “Uga-Uga”, “O Clone”, “Chocolate com Pimenta” e “Alma Gêmea” entre outras. Em 2007, Nívea participou da novela “Sete Pecados” e em 2009, “Cama de Gato”, grande sucesso. Em 2011, foi a vez de “Morde & Assopra”, todas na Rede Globo onde também foi apresentadora do Programa Vídeo Show durante um ano, emissora da qual é contratada há 15 anos ininterruptos. No cinema, participou de 2 longas e 6 curtas e no teatro, dentre as 8 peças que participou destacam-se “Êxtase”, “Dê uma chance ao amor”, “Comunhão de Bens”, “Banana Split” e “Cyrano”.

E acaba de lançar, em parceria com Lua Veiga, o livro “Dedo Podre”, inspirado em fatos reais das autoras, abordando em cada capítulo uma história diferente de amor. Humor sem pretensão sobre fantasmas dos fins de relacionamentos que tanto assombram a mulher contemporânea. Uma troca de experiências e desabafos, colocadas de uma forma simples e de fácil identificação dos leitores, sem exaltar o sofrimento dos términos e suas causas, mas enaltecendo o amor próprio, o desapego e as infinitas possibilidades que a vida nos oferece de começar tudo de novo e (quem sabe) ser feliz.

Maurício Machado – ator e produtor

Ator carioca vem conduzindo sua carreira dividindo-se entre Rio e SP, e em 2012, completou 25 anos de carreira. Entre os diversos trabalhos de sucesso na TV podemos citar: “Família Brasil” na TV Manchete, “Cidadão Brasileiro” na TV Record e os sucessos da TV Globo: “Alma Gêmea”, “Cama de Gato”, “Fantástico” e “Cordel Encantado” em 2011. Em sua longa trajetória no teatro, onde também atua como produtor (é produtor de dois outros sucessos em cartaz na capital carioca: ‘Mulheres Alteradas’ e ‘100 Dicas para Arranjar Namorado’), atuou em mais de 30 montagens importantes, foi indicado inúmeras vezes a importantes prêmios do teatro nacional, e iniciou a carreira no musical “Sonhar Colorido” e destacam-se os espetáculos “As Filhas da Mãe”, “O Concílio do Amor”, “Em Nome do Pai”, “A Soma de Nós”, “As Traças da Paixão”, e foi protagonista dos seguintes clássicos: “O Corcunda de Notre-Dame” (indicado como melhor ator ao Prêmio Mambembe) “Gulliver” (indicado como melhor ator ao Prêmio Coca-Cola), “Cyrano” (indicado como melhor ator ao Prêmio Zilka Salaberry), seu último trabalho no teatro foi no solo “Solidão, A Comédia”, que esteve em cartaz no RJ por 6 meses.

manhas & manias de eventos – produção

Produtora com 17 anos de experiência em projetos culturais, a manhas & manias de eventos produziu vários espetáculos premiados, entre eles Em Nome do Pai, com Cláudio Cavalcanti com direção de Marcio Aurelio, Só Os Doentes do Coração Deveriam Ser Atores com Antonio Petrin, O Mistério do Fantasma Apavorado adaptação da obra de Oscar Wilde por Walcyr Carrasco, ambos dirigidos por Eduardo Figueiredo. O Último Bolero, com Francisco Cuoco, Adriana Lessa e direção de Gracindo Jr.,A Soma de Nós, com Rogério Fróes, Mara Manzan, Nicette Bruno entre outros. A produtora também montou Cyrano, espetáculo dirigido por Karen Acioly com Nívea Stelmann, Thierry Figueira, Tadeu Mello e Maurício Machado e supervisão de Bibi Ferreira. Também merecem destaque: As Traças da Paixão, espetáculo de Alcides Nogueira, com Lucélia Santos e Maurício Machado,Avalon, no Teatro do Sesi da Paulista, com Lucélia Santos, Caio Paduan e elenco de 15 atores, Em cartaz atualmente com 3 grandes sucessos no Rio de Janeiro, que aportam todos eles no dia 04 de Abri na cidade maravilhosa, além de Batalha de Arroz num Ringue para Dois, o sucesso de público e crítica Mulheres Alteradas, da obra de Maitena, com adaptação de Andrea Maltarolli e direção de Eduardo Figueiredo,com Tania ASlves, Flavia Monteiro, Marisol Ribeiro, Daniel Del Sarto & Banda Alteraas; em segunda temporada no RJ, ao lado do inédito no RJ 100 Dicas para Arranjar Namorado, com Daniele Valente & Christiano Cochrane, ambas no Teatro dos Grandes Atores, na Barra da Tijuca no Shopping Barra Square. E Para 2013, prepara uma nova parceria com Maitena para montar a adaptação para teatro de seu segundo livro, Superadas, com dramaturgia de Miguel Paiva. Para as crianças, a produtora prepara mais uma montagem com texto adaptado por Walcyr Carrasco, Aprendiz de Feiticeiro, inspirado na obra do Goethe e ainda está prevista a montagem de Frida Kahlo, escrito por Maria Adelaide Amaral, M, O Vampiro de Dusseldorf de Fritz Lang, com adaptação de Fernando Bonassi e direçao de Ulysses Cruz.

Nenhum comentário

Quer fazer um comentário?

Tecnologia do Blogger.