quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

JORNAL CIDADE DE ATIBAIA
O presidente da União das Escolas de Samba de Atibaia (UESA), Dirceu Aparecido de Oliveira, afirmou, em entrevista ao Jornal da Cidade, que a atual administração alegou que não tem recurso para repassar às escolas de samba, o que torna inviável a realização do desfile na avenida e o concurso carnavalesco, além de comprometer o Carnaval 2013, em Atibaia. “O prefeito Dr. Denig não me atendeu, apenas passou esse comunicado. Nós articulamos de todos os sentidos, estive incansavelmente no gabinete e não fui atendido. Eu represento a comunidade do samba e nós não podemos ser tratados dessa maneira”, disse.

“Nós também procuramos o prefeito eleito, Saulo Pedroso de Souza, mas ele afirmou que assume em janeiro e a partir daí se comprometeria. Porém, as escolas não aceitam dessa forma, porque é inviável organizar um desfile faltando poucos dias para o Carnaval. Nós não temos estrutura para isso”, explicou Oliveira.

Em 2010 e 2011, não houve o desfile das escolas de samba em virtude das enchentes que atingiram o município. “Nós respeitamos e fomos totalmente solidários. Porém, vale ressaltar que a Prefeitura recebe essa verba do Estado especificamente para a realização do Carnaval”, afirmou o presidente da UESA.

Depois de dois anos sem o desfile na avenida, as sete escolas de samba de Atibaia (Independência, Esportistas, Mocidade da Vila, Acadêmicos do CTB, Acadêmicos do Cerejeiras, Imperial e Estação Primeira) estavam com a comunidade totalmente dispersa. No ano passado, seis meses antes do Carnaval, foi realizado um concurso para liberação de metade da verba e, em janeiro deste ano, a Prefeitura repassou o restante. “Apesar de todas as dificuldades, as escolas conseguiram realizar o desfile na avenida, o que abrilhantou o Carnaval em Atibaia”, disse Oliveira.

Para o presidente da UESA, não adianta repassar a verba faltando 15 dias para o Carnaval, porque é inviável mobilizar as pessoas, produzir as fantasias, os carros alegóricos e ensaiar para o desfile na avenida. “São cerca de cinco mil pessoas envolvidas.”

De acordo com Oliveira, ficou definido que haverá Carnaval no Centro de Convenções e Eventos Victor Brecheret e que cada escola de samba levaria uma ala-show. Cada uma faria a apresentação e receberia um cachê, cujo valor ainda não foi informado. “Porém, se isso não for definido até meados do dia 20 deste mês, nem no Centro de Convenções as escolas vão se apresentar”, declarou.

“O Carnaval é a maior festa popular do Brasil, mobiliza o turismo e está diretamente ligado ao folclore e à cultura. É um diferencial para a cidade. A forma como a Prefeitura está tratando a comunidade do samba é totalmente um descaso”, destacou o presidente da UESA.

Oliveira afirmou que a cada ano que não tem desfile na avenida e concurso carnavalesco, as escolas de samba ficam mais enfraquecidas, desmotivadas, além de dispersar a comunidade e desestimular a diretoria.

“A comunidade do samba não pode ficar submissa às questões políticas e aos outros problemas alheios. A forma como a atual administração está nos tratando é uma falta de respeito, por isso, a nossa indignação”, criticou.

Posicionamento da Prefeitura
A Prefeitura esclarece que a definição quanto à liberação de verbas ou não para a realização do Carnaval 2013 em Atibaia cabe exclusivamente à gestão administrativa do novo governo eleito no município para o mandato 2013-2016, o qual tomará posse em 1º de janeiro de 2013.

A atual gestão administrativa foi responsável pela realização dos carnavais referentes aos quatro anos de exercício do mandato do prefeito Dr. Denig, ou seja, de 2009 a 2012. Dessa maneira, coube ao atual governo decidir pela forma de realização do Carnaval em Atibaia ao longo desse período em específico, deliberando sobre locais, datas, atrações e, inclusive, pela liberação ou não de recursos para os diferentes tipos de manifestações carnavalescas na cidade.

O Executivo encontra-se em período de transição governamental (Portaria nº 3.223-GP, de 01/11/2012, publicada na Imprensa Oficial de Atibaia em 03/11/2012), momento em que também é necessário o esclarecimento de que a atual administração municipal não deve interferir na próxima gestão, cabendo a ela apenas acompanhar a transição, contribuindo com aquilo que lhe couber e lhe for solicitado. Assim, o governo atual não pode deliberar, por exemplo, pela realização ou não do Carnaval 2013, bem como sobre seus detalhes, tampouco pela liberação ou não de verbas para eventos de um mandato futuro.

Portanto, se o novo governo decidir-se pela realização do Carnaval 2013 em Atibaia, em quaisquer de suas formas, deverá também decidir a respeito da liberação ou não de verbas para o evento, e ambas as determinações deverão acontecer após o dia 1º de janeiro de 2013 (posse e início da nova gestão administrativa).

Ademais, a Prefeitura informa que no último mês de outubro as escolas de samba de Atibaia estiveram reunidas e optaram por não realizar o desfile das escolas de samba em 2013. A decisão pode ter levado em consideração o prazo limitado que restaria às escolas para a preparação do desfile, já que o novo governo se iniciará em janeiro e o Carnaval 2013 no Brasil “cairá” logo no início de fevereiro.

Posicionamento do prefeito eleito

O prefeito eleito Saulo Pedroso de Souza esclarece que o desfile das escolas de samba, realizado na Avenida Gerônimo de Camargo como parte das festividades do Carnaval de Atibaia, não será realizado no ano de 2013 em razão da não liberação de verbas pela atual Administração Municipal.

“É certo que o atual governo não pode deliberar pela realização ou não de eventos previstos para o próximo mandato. Entretanto, é sabido que, para que o Carnaval aconteça, parte das verbas destinadas às escolas e blocos deve ser liberada já no mês de outubro, como é de praxe. Não acontecendo esse repasse, as escolas ficam impossibilitadas de se organizarem a tempo para o evento, que acontece logo no início do mês de fevereiro”, explicou Saulo.

Em resposta à nota divulgada pela Prefeitura, o prefeito eleito rebate: “a Prefeitura afirma que o novo governo é quem deve decidir a respeito da liberação da verba e tal determinação deverá acontecer após o dia 1º de janeiro de 2013, mas isso é inviável. Todos sabemos que as escolas precisariam da primeira parcela dessa verba ainda nesse ano. Eu só poderei deliberar sobre a liberação de verbas a partir do dia 10 de janeiro, aproximadamente”.

Saulo ressaltou ainda que já conversou com as escolas e toda e qualquer decisão a respeito do Carnaval de 2013 está sendo tomada em conjunto com o segmento. “Não deixaremos de prestigiar as escolas de samba e blocos de Carnaval. Faremos uma adaptação, com apresentações, provavelmente, no Centro de Convenções, dentro do que for possível a partir do Orçamento de 2013. Ainda estamos acertando os detalhes”, concluiu o prefeito eleito.

Fabiana Matsuda
JC Atibaia

0 comentários:

Postar um comentário

Faça aqui o seu comentário.

Fale direto com a gente

Fale direto com a gente
Só clicar acima e você entrará direto no nosso whatsapp, seja bem-vindo.

Parceria TV G RIO

Parceria TV G RIO
O Mundo Online te vê aqui

Veja mais sobre o CARNAVAL

Veja mais sobre o CARNAVAL
Clique e venha descobrir esse mundo de sonhos numa coleção pra lá de especial.

G+ tambem estamos lá !

Já curtiu ?

Paraíso do Tuiuti - Passistas

Postagens Populares

Twitter