Antonia Fontenelle Rainha da Mocidade, contou história inusitada ao colunista Bruno Chateaubriand sobre ser Rainha


FOTO: TV GLOBO Divulgação / QUEM

Em entrevista ao blog do colunista Bruno Chateaubriand, Antonia Fontenelle contou uma história inusitada envolvendo o convite que recebeu para ser madrinha de bateria da escola de samba Mocidade Independente de Padre Miguel em 2012.
De acordo com o colunista, a atriz, que é casada com o diretor Marcos Paulo, aceitou o convite e só depois avisou ao marido.
“A primeira pergunta que ele fez foi se eu imaginava quem tinha sido Portinari”, conta Antonia, referindo-se ao fato de que o pintor é o tema do enredo da agremiação no próximo Carnaval.
Ainda segundo Chateaubriand, Antonia respondeu, com certa indignação pela questão um tanto óbvia, que sabia sim. Se tratava de um excelente pintor italiano, que morava no interior de São Paulo e … só. Era tudo que sabia.
Na verdade, Cândido Portinari era filho de imigrantes italianos e nasceu nas proximidades do município paulista de Brodowski, onde viveu apenas até os 14 anos. “Ele disse que eu não sabia nada e me mandou estudar. Acho que ele pensa que para ser rainha precisa passar no Enem primeiro”, brincou a atriz.

Nenhum comentário

Quer fazer um comentário?

Tecnologia do Blogger.