Vitória comemora o Dia Nacional do Samba com diversas atividades nesta sexta

"Quem não gosta de samba bom sujeito não é. É ruim da cabeça ou doente do pé", quem diz é Dorival Caymmi. O samba nasceu no coração dos brasileiros, nas ruas ou no morro, sem pretensões. Nasceu com os sambistas cantando pagodes e partidos altos, dançando de mãos dadas com o cotidiano.
Um dos ritmos musicais mais cultuados em toda a história da cultura brasileira e mundial, teve o Dia Nacional do Samba instituído em 2 de dezembro de 1963 e marcado com comemorações em praça pública desde 1972. Este ano, a Secretaria Municipal de Cultura prepara diversas atividades para comemorar o mais brasileiro dos ritmos.
Numa ação inédita na capital, logo cedo passageiros das linhas de ônibus municipais 103 e 172, que passam por redutos do samba capixaba, ganharão a companhia de músicos com cavaquinho e pandeiro, além de clowns vestidos de personagens como o malandro e a mulata.
No repertório, grandes sucessos de compositores como Noel Rosa, Cartola, Adoniran Barbora e tantos outros autores de clássicos do gênero. Às 12 horas, os clowns estarão na praça Costa Pereira interagindo com os passantes.
"O samba está na alma dos capixabas. Temos um sem número de artistas, instrumentistas, músicos e intérpretes que se dedicam a cantar e a perpetuar esse gênero musical tão nosso, tão brasileiro. Poder comemorar esse dia e oferecer à cidade uma programação voltada para o samba é uma alegria muito grande. Espero que as pessoas possam curtir a data e não deixar nunca o samba morrer", sublinha o secretário municipal de Cultura, Alcione Pinheiro.

Roda de Samba nas Caieiras

Tem cavaquinho pra ver sambar, batuque pra galera cantarolar. E quem quiser chegar, pode trazer as vozes para acompanhar. Esse é o espírito de uma boa roda de samba! E, para celebrar o Dia Nacional do Samba, o píer da Ilha das Caieiras será palco de uma roda de samba com mais de 40 músicos.
Eles chegarão à ilha numa escuna. O passeio pela baía de Vitória, promovido pela Secretaria Municipal de Cultura para os sambistas, é uma forma de homenagear aqueles que mantém viva a tradição do samba na cidade. Quem estará capitaneando a escuna é o sambista Lajota.

Mercado do Samba

Paula Barreto
Na noite desta sexta-feira, o Mercado São Sebastião se transforma em Mercado do Samba com shows de Tonico (foto) e Rogerinho do Cavaco
À noite, a partir das 19h30, o Mercado São Sebastião, em Jucutuquara, se transforma em Mercado do Samba com shows de Tonico e Rogerinho do Cavaco.
Autodidata do samba capixaba, Tonico do Cavaco é autor e compositor de várias obras. Já fez sambas para escolas de samba de Vitória, Guarapari e também escolas do Rio de Janeiro, como as agremiações de Valença e Itaperuna.
Entre seus parceiros estão: Mancha, Cláudio, Dílson de Farias, Attilio Juffo, Fernando Monteiro, Marquinhos Gente Bamba, Zinho Furão, Costa Pereira, Fefeu, Rogerinho do Cavaco e outros.
Tonico do Cavaco é um dos baluartes do samba capixaba. Em seu show, interpreta clássicos de nossa terra e também do cenário nacional, sempre acompanhado por músico de renome no Estado.
Rogerinho do Cavaco, que se apresenta logo em seguida é jornalista, cantor e compositor e músico. Nascido em família festeira, já atuou em diversos grupos de samba e agremiações carnavalescas. Fez a abertura e fechamento de shows de grandes nomes da música brasileira como Zeca Pagodinho, Emílio Santiago e Grupo Revelação.
Em 2010, lançou o seu primeiro CD, "Rogerinho do Cavaco" tem a proposta de divulgação do samba autêntico. Este ano, com apoio da Lei Rubem Braga, apresentou seu segundo disco, "Samba do Povo", mesclando composições próprias e de outros autores, o disco do sambista tem a produção de Milton Manhães.

Por que 2 de dezembro?

O motivo é curioso: Ary Barroso compôs o samba "Na Baixa do Sapateiro" exaltando a Bahia sem nunca ter visitado nenhuma cidade baiana. E a primeira vez que o artista pisou em Salvador, num dia 2 de dezembro, o vereador baiano, Luís Monteiro da Costa, aprovou uma lei que declarava aquele o Dia Nacional do Samba, numa forma de homenagear o compositor.


Serviço
2 Dezembro -Dia Nacional do Samba
7h - Samba no ônibus

As linhas 103 e 172 dos ônibus municipais vão receber os artistas Rogerinho do Cavaco e Tunico do Cavaco com um repertório de sambas de raiz ao som de cavaquinho e pandeiro. Haverá ainda personagens do samba interagindo com os passageiros.
13h30 - Roda de Samba nas Caieiras
No píer da Ilha das Caieiras haverá uma grande roda de samba com mais de 40 sambistas capixabas.
19h30 - Mercado do Samba
Atrações: Tonico e Rogerinho do Cavaco
Onde: Mercado São Sebastião, Av. Paulino Müller, Jucutuquara.
Informações: (27) 3132-2064.
Toda programação é gratuita.



Nenhum comentário

Quer fazer um comentário?

Tecnologia do Blogger.